14.2.12

Sobre o Dia dos Namorados


Eu não detesto este dia. Não me enjoo com os casais por todo o lado. Não vomito com os corações e afins que se espalham pelas montras e por todo o lado. Não consigo ficar mal disposta com o amor. Obviamente não acho que seja o único dia do ano em que se pode/deve celebrar o amor, não acho que seja uma obrigação fazê-lo só porque sim, porque está no calendário. Mas acho que é mais um dia para o fazer. Mais uma oportunidade de fazer algo diferente. Mais um dia em que, se nos apetecer, podemos mimar o outro. E isto não significa necessariamente aderir à corrente dita consumista que vem sendo tradição nesta data. No nosso caso, acho que em nenhum dos dias dos namorados que já passámos juntos trocámos qualquer presente. Mas tentamos estar juntos e fazer um programa especial para nós, só nosso, qualquer coisa que nos apeteça fazer, qualquer coisa que fuja à nossa rotina. E isto acontece no Dia dos Namorados, no nosso dia, no outro nosso dia, ou em qualquer oportunidade que surja. Talvez neste dia específico, por ser comemorado por tanta gente, a nossa escolha recaia quase sempre num programa mais caseiro. Mas o que é que isso importa? Importa é celebrar, celebrar o amor e a felicidade, namorar muito e aproveitar o dia como (mais) uma oportunidade de fazer algo diferente. E quem não tem namorado não pode celebrar o amor? Claro que pode, há tantos tipos de amor, entre amigos, entre pais e filhos,...

Portanto aproveitem o dia, vejam-no como mais uma oportunidade de fugir à rotina do dia-a-dia, mais uma oportunidade de mostrar às vossas pessoas o amor que sentem por elas!

Um bom Dia dos Namorados para todos!

2 comentários:

teardrop disse...

Um feliz dia dos namorados para ti também! E concordo com tudo o que disseste :) Beijinhos

Green disse...

Gostei do teu texto. Eu sou sincera que não ligo nada ao dia dos namorados, mas não exagero dizendo que o odeio ou que vomito ao ver casais felizes. Não celebro nem agora nem quando namorava porque acho que não faz sentido, mas isto cada um sabe se si e mais nada. Aproveita o resto do dia*