26.12.12

Dos pequenos momentos

Confesso que ia escrever um post relativamente triste sobre o Natal. Aliás, cheguei a escrevê-lo. Não o publiquei porque preferi esperar. Estava de cabeça quente, ou de coração vazio, e precisava apanhar ar, acalmar os ânimos, tirar a tristeza de mim antes de o fazer. Para o reler e pensar se afinal tinha sido mesmo isso ou era apenas do calor do momento. E de repente, com um pequeno momento, com um pequeno pormenor, o meu dia mudou, a minha disposição mudou. E o post deixou de fazer sentido. E o meu coração deixou de estar vazio.
 
E cada vez mais tenho a certeza de que o meu Natal só faz sentido, só existe verdadeiramente, com a reunião dos que me são queridos. Se isso não existir, e por muito que goste de toda a tradição, da troca de presentes..., tudo perde a magia.

8 comentários:

L. disse...

:) fizeste bem em esperar e ponderar. Se bem que qualquer post é "bem vindo" e compreendido.

Moa disse...

ainda bem que mudou :)

Nokas* disse...

Sem dúvida que Natal combina com união. Se isso não existir, o Natal perde um pouco da sua magia.

Jo disse...

L., eu sei que si... mas às tantas estava a sentir-me um bocadinho injusta... e preferi deixar arrefecer a situação.

Moa, :)

Nokas*, e quando não estão presentes algumas das pessoas que nos são tão queridas... é normal que perca um bocadinho o sabor :)

Olívia Palito disse...

Xii, isso já me aconteceu vezes sem conta, Jo. E, por vezes, só o facto de escrever (e não publicar), já deixa uma sensação de alívio. Ainda bem que tudo mudou para melhor. :)

Beijinhos, minha querida.

Akuma Kanji disse...

Como eu concordo contigo!

Jo disse...

Olívia, e aliviou mesmo :)

Akuma Kanji, :)

3A disse...

É isso mesmo, é essa a magia do Natal. E é por isso que o Natal e quando um homem quiser!