30.7.13

Panna Cotta e a complicada herança genética

Ora então em que especialidade te enganaste tu na receita?, perguntam vocês. Era alguma coisa complicada? Assim uma coisa gourmet-chique? Não, respondo-vos eu - com alguma pena, confesso. Era tão só e apenas Panna Cotta. Ah, mas isso é assim uma sobremesa chique, tens desculpa...! Hum. Era Panna Cotta daquelas das Sobremesas do Mundo, aquelas receitas rápidas e simples, da Nestlé. Que vem naqueles pacotinhos... Que ganhei num sorteio da Mary - não tenho mesmo a tua queda para a cozinha... mas tentei!! - e que vos mostrei aqui.
Estava a correr tudo bem. A sério que sim. Mas às tantas, pego no 2º pacotinho, leio 50 e a minha atenção juntamente com o bom senso decidiram ir à vida deles, abandonar-me, e eu assumi que se era 50 era meio litro e, portanto, cl, vá-se lá entender... É que nem com a subtil dica "coloque numa tigela pequena" eu cheguei lá... Aliás, a bem da verdade tenho que admitir que ainda mandei vir com as 'instruções'. Então mandam-me pôr isto numa tigela pequena?! Como é que meio litro de água ia caber numa tigela pequena?! Que estupidez...!
Claro, as instruções é que tinham que estar erradas. Nem me passou pela cabeça verificar se tinha lido bem. Nem sequer me ocorreu que, se tratando de um molho de frutos vermelhos, deveria ficar com uma consistência não demasiado líquida - coisa impossível se lhe adicionarem 50 cl de água, vos garanto!
E foi assim que, indo eu tirar a minha sobremesa do frigorífico, na hora de servi-la, olho para o recipiente onde tinha o molho, ou melhor, a água de frutos vermelhos, e começo a pensar que aquilo não estava mesmo com o aspecto que deveria estar... Isto é para afogar aqui as panna cotta ou quê?! Pois, não era. E só aí me apercebi do que tinha acontecido. Antes tarde do que nunca, pronto. E confirmei também que a herança genética é uma coisa tramada. E nem a minha avó nem a minha mãe têm muita queda para a cozinha. Sobremesas então nem se fala. Se bem que me parece que se safariam melhor do que eu num caso destes, de sobremesas pré-preparadas, em que só temos que juntar meia dúzia de coisas a um pó que já lá vem...
No entanto, em meu favor, tenho a dizer que ao menos capacidade de desenrascar e improvisar não faltou. E que olhei para uma compota caseira de morango que aqui tínhamos - e que não, não tinha sido eu a fazer, claro está - e toca de a juntar à minha sobremesa. E o resultado foi positivo!

 
Olhando para isto ninguém diria que toda esta tragédia aconteceu, certo?!

6 comentários:

disse...

Deve ter ficado bem bom ;)!!

Ana Jorge disse...

lol
às vezes o aspecto não implica o sabor... outras vezes sim!
http://amarmitalisboeta.blogspot.pt

TehTeh disse...

bom salvamento! xD

xoxo

Mary disse...

Eheh que aventura! Mas pronto, pelo menos conseguiste salvar a sobremesa :) Com a compota deve ter ficado ainda melhor!

Green disse...

Pelo aspeto parece-me bem :)

Ritinha disse...

As sobremesas é das tais coisas que não se pode errar muito nas medidas nem nas instruções :) mas ficou com um óptimo aspecto! :D