17.11.14

Filmes #114

Sou de fases. E, como tal, apesar de ter andado um bocadinho afastada dos filmes nos últimos tempos - sempre a trocá-los por uma série ou um livro -, já começo novamente a sentir vontade de ver alguns da minha lista. O tempo frio e chuvoso convida a mantas e dá-me vontade de ir para a cama mais cedo, pelo que filmes ao serão ou maratonas no fim-de-semana começam a soar-me a programas maravilhosos.

Foi mais ou menos isso que aconteceu durante a semana. Estava frio, a chuva caía lá fora, não me apetecia ler, e ver um filme pareceu-me a opção perfeita. Vasculhei na minha lista de "filmes a ver" e este foi o escolhido.


Boyhood: Momentos de uma Vida


E que óptima escolha! Estava com algumas expectativas para este filme: não que soubesse alguma coisa sobre a história ou sobre o filme em particular: simplesmente pela capa e pelo título parecia-me prometedor (sim, sou o tipo de pessoa que escolhe os livros e os filmes pelos títulos e pelas capas... e sim, às vezes dá mau resultado). Mas conseguiu ser ainda melhor do que esperava!! Adorei o filme. Adorei a ideia, o conceito... e só depois de o ver percebi que o realizador é o mesmo da trilogia Before Sunrise/Before Sunset/Before Midnight (de que já vos falei aqui): como é que não percebi isso antes? É que só podia mesmo! Até porque é também com o Ethan Hawke. E porque é que digo isto? Porque o filme mostra-nos a vida de Mason ao longo de 12 anos: não é propriamente uma história com princípio, meio e fim - entramos na vida dele por volta dos 6 anos e acompanhamo-lo até aos 18. E de facto o filme demorou realmente 12 anos a ser feito! Ao longo deste tempo o elenco ia-se reunindo e filmando mais uma parte do filme. Portanto, tal como a trilogia de que vos falei, vamos aqui assistindo a estes 12 anos em "tempo real": vamos realmente acompanhando a vida e crescimento/envelhecimento dos personagens, especialmente do Mason. E isto é realmente incrível pois, para além do óbvio, de podermos assistir a uma evolução real e não apenas na ficção, vamos identificando determinados anos pelas referências que vão sendo feitas, quer seja quando o Mason está sentado a ver o DragonBall, quando a irmã canta a música das Spice Girls ou quando vão ao lançamento do livro Harry Potter e o Príncipe Misterioso. Sobretudo para quem passou a infância/adolescência nos anos 90/2000 encontrará alguns pormenores com que se identificará e que certamente farão esboçar alguns sorrisos.

Vejam! É um filme grande - tem cerca de 2h45 - mas vale cada minuto, cada segundo. Fiquei com a sensação, no fim, de que poderia ficar ali mais 3 horas a acompanhar a vida dele nos próximos 12 anos.

9 comentários:

C. disse...

eu tambem sou por fases... porque quando estou pegada nos livros esqueço tudo

Timtim Tim disse...

Eu estou numa fase de pura estupidez e ignorância.

Opinante disse...

Tenho que ver!!

Moa disse...

fiquei curiosa, vou anotar o nome.

Sónia TM disse...

Sabe tão bem quando as expectativas são superadas


www.tarasemanias.pt

Pretty in Pink disse...

Já ouvi falar muuuito bem desse filme e agora que me dizes que se passa nos anos 90/2000 ainda me dá mais vontade de ver pois de certeza que me vou identificar =D

Beijinho*

As Duas na Letra disse...

vou meter na lista dos que nao posso perder ainda este ano :)

Paulinha

São Gémeos disse...

Fiquei curiosa! :)

Green disse...

Conceito muito interessante, já o coloquei na minha lista.