26.12.14

Sobre o Natal...

Quando era pequenina o dia 24 parecia ter o dobro das horas: por mais coisas que fizesse o tempo não passava e de cada vez que perguntava quanto faltava para a meia-noite a resposta soava-me sempre a uma eternidade.

Nestes últimos anos o dia 24 parece que tem metade das horas: passa num instante, em menos de nada chega a meia-noite e, quase sem darmos por ele, já se passou mais um Natal.

7 comentários:

Tete disse...

É mesmo, e quando se passa a tarde na cozinha pior é :(
São tempos e tempos de preparação para algo que parece passar em instantes e de repente... foi-se, vem a próxima festa, o novo ano e já todos pensam no verão e nas chamadas férias grandes.

Susana Santos disse...

Acertaste em cheio... É isso mesmo, quando era criança parecia que o dia não passava e olha que abriamos as prendas ás 10.30 porque já não me podiam ouvir... Agora? Passa da meia noite e eu sentada... de facto q infância tem destas coisas.... beijinhos e boas festas

Sunshine disse...

Sinto exatamente o mesmo :( E sinto-me triste por assim ser...

I. F. Traquinas disse...

Cá em casa como a festa é por minha conta o dia 24 parece-me o dia mais longo do ano.

Beijinhos e um óptimo 2015,

http://eutueocoelhoanao.blogspot.pt/

Made by Uss disse...

Passa tudo demasiado rápido, tenho exactamente a mesma sensação :)*

Green disse...

verdade

lila disse...

Sinto exactamente a mesma coisa!