20.10.15

O livro que estou a ler #78 [Terminado]



 Terminada a leitura venho então partilhar com vocês como correu. Antes de mais, e para quem não sabe, a autora deste livro tem uma grande experiência profissional na área do ensino especial, e os livros que escreve são todos, ou quase todos, baseados nas crianças e nos adultos com quem já contactou nesse âmbito. Neste livro não foge à regra e traz-nos uma história baseada em factos reais. 

Devo confessar que esta premissa me incomodou um bocadinho ao longo da leitura, o que me parece fácil de compreender por parte de quem já leu este livro... Mesmo não sabendo o nível de fidelidade para com a realidade e mesmo assumindo que as coisas não foram exactamente assim tal e qual são contadas, acreditando na palavra da autora toda a ideia geral da história e todos os factos mais relevantes terão sido baseados em factos reais: não foi invenção, não foi criação da mente de quem escreveu; corresponde à realidade. E isto tornou-se complicado sobretudo à medida que fui entrando na história e que me fui deparando com situações em que não queria acreditar...

Ainda assim procurei lidar o melhor possível com este factor, e a leitura fluiu rapidamente, pois a história está escrita de forma simples e clara. 

Quanto ao final... devo confessar que me desiludiu um pouco. Não querendo contar nenhum spoiler para quem está interessado em ler o livro, mas a verdade é que no fim nada é esclarecido totalmente. Lá está, isto é, segundo a autora, uma história verídica e na vida real as coisas nem sempre são claras, nem sempre ficam resolvidas. É o que acontece aqui... Ficamos com alguns dados que nos permitem especular sobre o que terá realmente acontecido, mas não há uma conclusão que explica tudo o que aconteceu. Acho que não soube lidar muito bem com isto - o que, assumo totalmente, é um problema meu, pois de facto não fazia qualquer sentido a autora inventar um desfecho só para compor a história... - e acabou por baixar um bocadinho o entusiasmo relativo a este livro. Ainda assim gostei da experiência e pretendo ler, quando surgir a oportunidade, outros livros deste género.

2 comentários:

MAG disse...

Não me parece que fosse um bom livro para mim. Já presenciei situações assim e assisti a alguns julgamentos nessas matérias. É sempre algo que me toca demais e custa a passar!

Green disse...

Este não me desperta muita curiosidade.