20.5.16

Sou só eu que acho estranho ver uma miúda que frequenta o 7º ano - e que portanto terá o quê...? 12/13 anos? - ir à manicure fazer a manutenção das unhas de gel ou de acrílico ou que raio era?

Sou só eu que fico um bocadinho chocada por ver miúdos de 12/13 anos com piercings - nas bochechas, na língua, no queixo,... - e tatuagens enormes?

Às vezes penso que se calhar o problema é meu, que sou a única a achar isto estranho e que devo parecer aquelas pessoas mais velhas que passam a vida a dizer "no meu tempo não era assim..."

... 

Mas tanto quanto me lembro, de facto, "no meu tempo" não era mesmo nada assim.

13 comentários:

S* disse...

Querem viver a correr!

C. disse...

nem pensar! eu concordo plenamente nisso... onde andam os pais dessa criança? :S

Sofia disse...

Não, não és a única =P

Cynthia disse...

Não és a única, mas tenho a certeza que quando tínhamos a idade delas, havia pessoas da nossa idade hoje a pensar o mesmo em relação a outras coisas :P

Moa disse...

mesmo nada assim...

Miúda disse...

Não es a unica, penso muitas vezes a mesma coisa, quando vejo coisas, que no meu tempo nem sonhava xD

T. disse...

eu também penso como tu.. fico abismada com a pressa que têm de crescer.

beijinhos

Crónicas da T.

Jo disse...

Cynthia, claro que sim. Mas, por exemplo, no caso das tatuagens: não querendo julgar ninguém, mas a posição dos pais não devia ser travar um bocadinho isto? Suponho que seja preciso uma autorização quando um menor quer fazer uma tatuagem... Faz-me realmente impressão ver os pais a concordarem com isto (ou outro responsável que tenha dado autorização...), especialmente tendo em conta que é uma coisa que fica, literalmente, para sempre...!

Mary disse...

Olha eu penso exatamente como tu.
Hoje em dia não vivem a infância porque querem ser adultos à força toda.
O ano passado o meu sobrinho foi à comunhão e qual o meu espanto quando vi as amigas de turma a irem à comunhão todas maquilhadas como se fossem para uma noitada,pensei para mim que ou eu estava a ficar muito antiguada ou aquilo não tinha qualquer sentido, caramba elas tinhas 11/12 anos.
Eu com aquela idade queria era as fotos tipo cromos da spice girls e brincar à apanhada alguma vez na vida pensávamos em maquilhagem ou coisas do sério.
Muitas vezes digo ao meu sobrinho aproveita a tua infância e adolescência que quando fores adulto vais ter saudades porque passa tudo tão depressa... infelizmente ri-se e eu lamento tanto vê-lo a querer ser mais um adulto feito à pressa.

Cynthia disse...

Jo, claro que sim. Tenho noção que, quando éramos miúdas, havia pessoas mais velhas a pensar como nós hoje. Mas também acho que hoje em dia são piores. Têm realmente mais pressa de crescer e há pais que o permitem...

м♥ disse...

A minha afilhada tem 12 anos e corpo de 7, parece uma miudinha (pequena, magrinha, com corpo de criança mesmo) mas já quer maquilhagens e tops curtos e calções minúsculos. Já lhe disse mil vezes: ainda nem o buço fazes e já queres pôr base??

A verdade é que ela já vai pondo sombras e rimel. A mãe comprou-lhe um bb cream para acalmar os desejos da base. Enfim. Acho bastante ridículo. Mas a verdade é que nós falamos mas não sabemos como vai ser quando os nossos filhos tiverem essa idade. Não será fácil ser pai numa época em que todos os miúdos querem crescer à força, usar coisas de adultos. E principalmente tendo em conta que ninguém quer que os filhos "fiquem para trás", se sintam à parte, porque toda a gente faz e usa e eles não; por isso até percebo que os pais permitam certas coisas que me parecem absurdas.

Por exemplo, para mim seria impensável um filho meu fazer uma tatuagem antes dos 18 anos, mas eu também acho mal que a minha vizinha de 13 anos pinte o cabelo (completamente, não são só madeixas ou isso) desde os 10, por isso...

Jo disse...

M♥, concordo contigo e acho que não deve ser mesmo nada fácil também para os pais... Mas é como dizes: se no caso da maquilhagem - e coisas parecidas - não me parece tão grave que os pais vão cedendo uma vez ou outra, sem excessos (mesmo achando que não é apropriado para a idade, compreendo...), no caso das tatuagens, por exemplo, acho um absurdo porque aquilo fica ali para o resto da vida...

Green disse...

Não, não és a única.
Há uns tempo fiz um texto deste género no meu blogue, e uma miúda chamou-me "trintona invejosa", ora, se atualmente tenho 27 anos na altura devia ter uns 23 ou 24, o que me ri!