31.3.16

Amor é...

 
... estar a aguentar estoicamente que haja uma oportunidade para eu e o namorado podermos ver, juntos, os 5 episódios que nos faltam do Making a Murderer.

(Já passou quase uma semana... e está a ser muito difícil, confesso...!)


29.3.16

Das notificações do Instagram...



Ontem caí no erro de activar as notificações de uns quantos perfis de instagram que sigo. Foram poucos, uns 10 no máximo.

Mas já desisti e desliguei tudo... Já não podia ouvir aquilo a apitar!!

Filmes #136


Divertida-mente - Inside Out


O filme escolhido para ver no fim-de-semana foi o Divertida Mente. Já o queria ver há algum tempo - desde a primeira vez que vi o trailer, na verdade - e quando vi que tinha dado na TvCine pareceu-me a oportunidade perfeita. 

Escolhi a versão portuguesa porque a) a M. ainda não domina os filmes com legendas e b) porque, regra geral, tenho gostado imenso das versões portuguesas dos filmes de animação.
E o que vos posso dizer? ADOREI o filme. Já tinha percebido mais ou menos do que tratava mas realmente a ideia é espectacular, com alguns pormenores verdadeiramente deliciosos - e comoventes, e verdadeiros,...! Não vos sei dizer se as crianças compreendem realmente as mensagens essenciais, acredito que não, mas ainda assim, se têm crianças em casa, vejam com elas. Pelo menos por aqui, a M. gostou bastante!

Não sei se já tiveram oportunidade de ver, mas aconselho mesmo muito.

28.3.16

Um fim-de-semana grande bem aproveitado...



Dias de sol para passear muito, com amor, crepes, gelados, momentos em família e um pôr do sol fabuloso pelo meio.

Um sábado chuvoso passado em casa a ver séries.


E por aí, como correu o vosso?

23.3.16

E o escolhido da semana é... #191


... Maldivas, da Cliché.

22.3.16

O livro que estou a ler #84 [Terminado]



E terminada a leitura o que é que achei? Pois, que não percebi o fenómeno! Sinceramente... 
Não estou a dizer que detestei o livro: tem um ponto de partida e uma história relativamente interessantes e uma escrita que, não sendo extraordinária, consegue proporcionar uma leitura fluida. Mas, surpreendente...? Não mesmo! Descobri muito cedo o que poderia estar a acontecer (tal como muitas pessoas) e a vontade de chegar ao fim era sobretudo para confirmar as minhas suspeitas. 
 Não consegui criar empatia com nenhuma das personagens e acredito que a autora podia ter espremido um bocadinho mais a história para obter o mesmo resultado... Ainda bem que já não ia com as expectativas muito elevadas, se não a desilusão teria sido enorme.

21.3.16

Há fins-de-semana assim...

... para a desgraça!!

Comecei o fim-de-semana com pizza ao jantar de sexta-feira. No sábado houve croissants ao lanche e um jantar maravilhoso para comemorar o Dia do Pai. Eu juro que no domingo de manhã ainda me sentia cheia... mas tinha um almoço de aniversário, numa pizzaria, portanto lá fiz um esforço (cof cof) e comi pizza outra vez!

Acabei o fim-de-semana praticamente a rebolar, escusado será dizer.

19.3.16


18.3.16

Filmes #135


Child 44 - A Criança nº 44


Desde que li o livro (que adorei, tal como vos disse na altura, e que entrou directamente para o top dos meus livros favoritos de todos os tempos) fiquei com imensa vontade de ver o filme! Mas o tempo vai passando e não houve oportunidade... Até que no fim-de-semana passado decidi que já estava mais que na altura de o ver!
E o que vos posso dizer? Eu sou suspeita, eu sei. Adorei o livro e portanto parti com expectativas bem elevadas - mesmo sem querer, por vezes é inevitável. Mas sinceramente acho que o filme não fez mesmo jus ao livro... Eu compreendo que é complicado fazer a adaptação sem retirar algumas coisas (ainda para mais em livros deste género, em que temos não só a história principal, como parte da história de vida do protagonista e a descrição do contexto histórico, político, social, económico... em que tudo isto decorre) mas pareceu-me que se cortou de mais e que as alterações que foram feitas não abonaram a favor da história. 

Além disso acho que o filme se tornou confuso. Não sei se o problema foi meu, por já ter lido o livro, por saber a história, por saber o que ia acontecer (pelo menos no livro...), mas fiquei com a sensação de que quem vê o filme sem ter lido o livro ou sem saber ao que vai é capaz de não perceber tudo... (se tiveram esta experiência de ter visto o filme sem ter lido o livro, contem-me o que acharam!)

Mas atenção, nem tudo é mau! Gostei bastante das interpretações, sobretudo da do Tom Hardy. Acho que esteve mesmo muito bem no papel de Leo Demidov!

Enfim, não é um filme mau, mas ficou muito aquém daquilo que eu acredito que poderia ter sido, tendo em conta o livro em que se baseia.

Fica o conselho: leiam o livro! Mesmo!

17.3.16

E o escolhido da semana é... #190


... 57 Karl Says Très Chic, da Catrice.

[quando é a preguiça a escolher o verniz...]

16.3.16

Disto de beber água...

Já contei por aqui que ando constantemente a tentar beber mais água. Volta e meia partilho com vocês os meus truques, mas o hábito de beber 1,5 a 2 litros por dia ainda não está totalmente enraizado.
 Estou bem melhor do que há uns anos, em que conseguia passar quase um dia inteiro sem me lembrar ou sentir falta de beber água; hoje em dia bebo mais, mas ainda tenho que me forçar a chegar àquilo que seria o ideal. Há alturas em que corre melhor, outros nem tanto; por vezes uns truques resultam mais do que outros e geralmente vou combinando vários. O último que partilhei por aqui foi a aplicação Water Your Body, que continuo a usar e que continua a ser uma óptima ajuda, não exactamente para me lembrar de beber água - até porque tenho a opção de aviso desligada - mas sobretudo para ter realmente noção da água que bebo. Há dias em que parece que o dia não correu assim tão mal nesse capítulo e que até bebi bastante água, mas depois vou ver e na verdade fiquei muito aquém daquilo que é a meta diária. Permite também ter uma ideia do panorama semanal, mensal e anual, o que ajuda a perceber se estou a conseguir manter uma boa média ou se é melhor ir introduzindo novos truques. 

Que foi mais ou menos o que aconteceu em Dezembro/Janeiro. Para além de perceber que estava a beber pouca água andei com uma infecção urinária terrível que não me queria largar, por mais medicamentos/antibióticos que tomasse. Tive mesmo que me forçar a beber mais, a ver se me livrava dela de vez! O truque que encontrei e que melhor resultou - e que continua a resultar - foi, em primeiro lugar, garantir que tenho sempre água ao pé de mim (tenho andado mais virada para a água, mas seria igual se me andasse a apetecer antes chá). Eu assumo que sou preguiçosa: se não tiver água ou chá ao pé de mim torna-se muito mais complicado, quer seja porque simplesmente não me apetece ir buscar ou porque vou adiando a minha ida por estar a fazer outra coisa qualquer... Portanto agora tenho sempre a garrafa ao pé de mim e, em vez de ser uma de 0,50 como já tive (as de 0,33 já nem compro, que são pequenas de mais), é mesmo uma de litro e meio. Logo de manhã ponho a garrafa cheia em cima da secretária, e assim sei que tenho que beber pelo menos aquela água, o que também ajuda. 

Para garantir que vou bebendo com regularidade, ajudou também colocar um copo ao pé da garrafa. Comecei com um normal de 200 ml, mas agora até tenho um daqueles maiores, com palhinha (o meu é do género dos da imagem e leva 400ml).



Assim vou enchendo o copo e bebo logo aquela água, se não de uma vez, no máximo por duas. 

Tem resultado relativamente bem e tenho conseguido manter uma média bem aceitável, para além de notar que, apesar de ser um processo lento, estou realmente cada vez melhor, que é mesmo uma questão de hábito e que cada vez mais vou sentindo mais necessidade de ir bebendo água ao longo do dia. Fora o facto de quase não sair da casa de banho, mas isso já são outros quinhentos...

E por aí, também estão comigo nesta luta ou bebem bastante água/chá, sem esforço? Quais são os vosso "truques"?

15.3.16

Não gosto #31

De tirar vernizes azuis/pretos...

[Mas adoro ver esses tons nas unhas, portanto lá continuarei a fazer o esforço.]

14.3.16

Que notícia tão triste...


Que o Nicolau Breyner descanse em paz.

Constatação do fim-de-semana


Por vezes fazemos planos e sai tudo ao lado;
noutras vamos ao "sabor do vento" e mais simples e maravilhoso era quase impossível!

11.3.16

O livro que estou a ler #84



Vamos lá tentar perceber o fenómeno...

10.3.16

Produtos acabados #54


Champô da gama Óleo Extraordinário, da Elvive (para cabelos normais a secos): Já vos tinha falado deste champô, quando comecei a testá-lo. Tal como disse na altura, é um daqueles champôs transparentes, que lavam muito bem e retiram toda a sujidade do cabelo, mas ao contrário do que costuma acontecer com os champôs desse género, este não deixou o meu cabelo nada seco! Fica bem lavado mas leve e suave, mesmo antes de utilizar o condicionador (ainda que eu não abdique de o usar). Aconselho a quem tem o cabelo normal/seco e quer um produto deste género! (Para quem tem o cabelo mesmo muuuuito seco há outra versão deste champô mais apropriada)

Máscara de pestanas de volume da Oriflame: Tinha ganho esta máscara de pestanas num sorteio, mas fiquei bastante surpreendida com ela. Não dá um efeito dramático, nada de pestanas super longas ou super volumosas, quase como se estivéssemos a usar pestanas postiças; se é esse o efeito que pretendem, esta máscara não serve. No entanto, para o dia-a-dia, faz umas pestanas muito compostas: um pouco mais volumosas do que são na realidade mas sempre com um aspecto muito natural. Além disso não vai esfarelando ao longo do dia, o que é sempre de louvar. Não faço questão de comprar novamente, porque gosto de ir experimentando várias máscaras, e sinceramente nem sei se ainda estará disponível.

9.3.16

Cenário: Estou ao balcão do banco, a ser atendida pelo funcionário.
Uma senhora, já com os seus 60 anos, vai-se chegando ao balcão, tentando pôr-se à minha frente, sem sequer me pedir com licença ou olhar para mim, e começa a fazer perguntas ao rapaz que me está a atender. O rapaz vai ignorando a senhora, continuando a conversa que já estava a ter comigo, e eu também não saio do meu lugar, para continuar a conseguir ouvir aquilo que ele me está a explicar. A senhora insiste e continua a fazer perguntas atrás de perguntas. O rapaz interrompe brevemente o que me estava a dizer, vira-se para a senhora pedindo, num tom educado, que espere um pouco porque só consegue atender uma pessoa de cada vez, e continua a explicação que me estava a dar. A senhora finge-se de desentendida e continua com a mesma postura, continuando a falar com o rapaz como se já estivesse na sua vez.


 E depois ainda há quem diga que a má educação é exclusiva das gerações mais novas...

8.3.16

E o escolhido da semana é... #189


... 461 Blue Satin, da Chanel.

Um dos meus vernizes favoritos!


7.3.16

O livro que estou a ler #83 [Terminado]



Gostei muito mesmo! Li o livro quase de uma assentada. Para terem noção nas primeiras duas noites que lhe peguei voaram logo mais de 200 páginas (ainda que a formatação do texto da edição que li também ajude, com letra e espaçamento relativamente grandes). Assim, quase sem dar conta! A escrita não é fabulosa mas é suficientemente simples e fluida para ajudar à leitura desta história, onde nos deparamos com Alice, uma mulher a quem é diagnosticada Alzheimer precoce. E é precisamente a manifestação da doença e dos sintomas que lhe estão associados, com todas as consequências que trazem à vida desta mulher e da sua família, que me prendeu desde o primeiro instante... Uma doença dura, com efeitos cruéis, que mostra bem a fragilidade da vida humana e a fragilidade de algumas coisas que damos quase como garantidas.

Tenho que ver o filme, assim que possível.

3.3.16

E o escolhido da semana é... #188


... Really Red, da Essie.

2.3.16

Então e séries? #16

As minhas séries tinham acabado (ou as novas temporadas ainda não tinham episódios suficientes para que eu as pudesse ver de seguida) e não me apetecia começar nenhuma das que ainda tenho por ver. Queria uma coisa mais leve, mais divertida. Depois de uma breve pesquisa dei de caras com esta e apesar de nunca ter ouvido falar pareceu-me bem.



Chama-se Friends with Better Lives e mostra-nos a vida de um grupo de 6 amigos, com especial ênfase nos seus actuais estados amorosos (dois casados há algum tempo, dois recém-noivos, um divorciado e uma solteira).

Li muitas críticas negativas, mas sinceramente gostei da série! É daquelas com episódios de 20 minutos, com muitos momentos engraçados, exactamente aquilo que procurava. Pelo que percebi só tem mesmo uma temporada porque entretanto foi cancelada.

Já viram? O que acharam?

1.3.16

O livro que estou a ler #83



Um livro que estava na minha lista de livros a ler há muito, muito tempo!