31.12.16



Agradecer o que de bom houve em 2016 e esperar que 2017 traga ainda mais coisas boas, mais realizações e muito amor, paz e saúde.

Um óptimo ano para vocês!

30.12.16

2016 em livros

Como sempre, no final do ano, o Goodreads mostra-nos como foi o nosso ano no que toca a livros, e eu gosto sempre de partilhar com vocês.

Diz que li 22 livros, num total de 5510 páginas, o que dá uma média de 250 páginas por livro
(Foi fraquinho, não atingi a minha meta, mas já vos disse que na segunda metade do ano as leituras estiveram quase paradas por estes lados)

O livro mais pequeno que li foi O Incrível Rapaz que Comia Livros, de Oliver Jeffers, com apenas 32 páginas mas de que gostei bastante e que aconselho a todos, miúdos e graúdos.


O maior, com 832 páginas, foi O Inverno do Mundo, o 2º volume da trilogia O Século, de Ken Follet, e foi um dos favoritos do ano (falei dele aqui)! Não se deixem intimidar pela dimensão do livro - nem da trilogia em geral - porque vale muito muito a pena e lê-se com muito prazer!


Em relação à classificação, o livro que li este ano que tem maior pontuação no Goodreads é Perguntem a Sarah Gross, de João Pinto Coelho. A média no Goodreads é 4.42 e eu acabei por lhe dar 4 estrelas, o que não significa que não tenha gostado: é um livro muito interessante e, sendo a estreia de um autor nacional, acho que merece especial relevo!


Olhando para os restantes livros lidos em 2016, aconselho-vos mais dois em particular:

Ainda Alice, de Lisa Genova, adaptado para cinema em 2014, que é um relato muito cru e real da vida de uma professora a quem é diagnosticado Alzheimer e que é um verdadeiro murro no estômago;


e Os Livros que Devoraram o Meu Pai, de Afonso Cruz, que é um livro absolutamente delicioso e imperdível, especialmente para os amantes dos livros.

29.12.16

E o escolhido da semana é... #209


... Really Red, da Essie.

27.12.16

Ainda do Natal...

Há quem se empanturre com os doces. 

E há quem se tenha empanturrado com croquetes e pastéis de bacalhau...

(e eu nem sou grande fã de pastéis de bacalhau, não sei que me deu!)

24.12.16


Um Feliz Natal, cheio de amor, paz, saúde e momentos maravilhosos! ♥

22.12.16

A terrível sensação de ter deixado passar uma oportunidade. Não dizer o que se devia, quando se devia, ter dito outras que, agora vejo, podem ter passado uma imagem muito errada. 
Foi tudo ao lado e não consigo deixar de pensar nisso...

Que ao menos sirva de aprendizagem!

Este maravilhoso mundo do trabalho é todo um novo universo para mim.

21.12.16


Sei que há muita gente que detesta o Inverno, mas sinceramente não é o meu caso. Claro que a chuva me chateia, especialmente quando quero ir a algum lado e acabo toda molhada ou quando chove dias e dias seguidos, e há vezes em que tenho mesmo saudades dos dias mais quentes, mas acho que até não temos assim tanta razão de queixa e que todas as estações têm as suas coisas boas e há que aproveitá-las. Adoro serões a dois, na cama ou no sofá, a ver filmes ou séries, adoro beber um chá bem quentinho enquanto leio um livro, adoro passear em dias frios mas cheios sol, adoro as roupas de Inverno... Para além de que nesta estação há uma série de festividades que muito me enchem o coração, do Natal aos meus anos, passando pelo nosso aniversário de namoro.

Assim sendo, e mesmo que não seja o favorito da maioria, que o Inverno seja bem-vindo e que nos traga momentos que pelo menos nos aqueçam o coração!

20.12.16



Confesso que ainda não estou totalmente no espírito natalício (e sinto-me incrédula cada vez que me lembro de que o Natal é já no fim-de-semana...), mas este frio está a ajudar um bocadinho!! 

Combina lindamente com a época e espero que se mantenha pelo menos até dia 25.

19.12.16

E quem é que anda a adiar as análises há uns dias porque detesta agulhas e sofre por antecipação...?

...

Pois!

Boa semana a todos!

15.12.16

Tempo de: aproveitar oportunidades.

 E de aproveitar a oportunidade de não estar obrigada a uma rotina.

12.12.16

Constatações aleatórias deste fim-de-semana

- Não estou mesmo com paciência para andar enfiada em centros comerciais, mas já consegui alguns presentes. Espero que nos próximos dias os restantes fiquem despachados também.


- Em lojas onde usam incenso para aromatizar o ambiente não me consigo demorar lá mais do que 2 minutos. Se a ideia é expulsar clientes, comigo funciona perfeitamente. Adoro tudo o que é velas e "cheirinhos" para a casa... mas incenso não dá mesmo.


- O Benfica continua em 1º e isso é que é preciso!

7.12.16


Já viram que agora há alguns produtos da Victoria's Secret à venda no Continente?! 
Vi algumas loções corporais e body spray...

Juntei logo à minha lista de Natal!

6.12.16

Coisas inexplicáveis

 
Enquanto tinha a tese para fazer, e apesar de não ter muito tempo disponível, ia conseguindo ler com bastante frequência e vendo alguns filmes e séries que estavam na minha lista. Desde que a terminei e que sou portanto uma pessoa desempregada, tanto os livros como as séries e os filmes têm ficado de lado... 

Não é necessariamente por falta de tempo, ainda que aplique uma boa parte do meu tempo à procura de um estágio ou de um trabalho e a entender todo este mundo de centros de emprego e afins e que tenha estado envolvida noutras formações, mas não me tem apetecido pegar no livro que ando a ler (e que qualquer dia vou ser obrigada a recomeçar, por não me lembrar de nada do que li até agora...) nem ver nenhum filme à tarde ou ao serão. Não sei se estou num período daquilo a que se chama "ressaca literária", mas o sentimento tem se estendido ao resto.

A ver se este mês de Dezembro me ajuda a voltar ao meu "estado normal" e a conseguir cumprir o objectivo a que me propus no início do ano no que toca a leituras!

5.12.16

Agora sim...


... já temos a árvore de Natal montada!

Já não falta tudo.

2.12.16

Dezembro


Chegou Dezembro e eu nem acredito que daqui a pouco estamos em 2017. Isto é sempre um enorme cliché, mas para onde foi este ano, que passou tudo tão a correr?

Dezembro é sempre um mês mágico e eu espero que este ano não seja excepção. Ainda não tenho nada preparado para o Natal, nem árvore, nem decorações, nem lista de presentes nem nada comprado. Aos poucos vou entrando no espírito e espero conseguir organizar-me e tratar de tudo o mais rapidamente possível!