6.7.17

Da incerteza

Isto de estar à procura de trabalho tem, para mim, um lado particularmente chato: a incerteza. Vivemos na incerteza, sem saber exactamente o dia de amanhã. Estamos à procura mas não sabemos até quando: se até à próxima semana, ao próximo mês, ao fim do ano. 

Esta incerteza mostra-se em diferentes situações do nosso dia-a-dia e da nossa vida em geral, e a questão das férias não é excepção.

O namorado já tem os dias de férias definidos, estamos a aproximar-nos rapidamente das datas, e eu continuo sem nada marcado. Não porque não queira - quero muito, acho que nos faz sempre bem, por pouco tempo que seja, e sei que ele está mesmo a precisar! - mas porque estou naquele impasse "E se aparece alguma oportunidade até lá?". 

Por outro lado, também não quero que chegue a altura e, não tendo havido alterações significativas na minha vida, ter que marcar alguma coisa em cima da hora ou não conseguir arranjar vaga em nenhum sítio que nos agrade.

Já disse que não gosto da incerteza?

5 comentários:

м♥ disse...

Compreendo bem! Não dá para planear a vida a médio prazo, muito menos a longo. Tem que ser sempre um dia de cada vez porque nunca se sabe.

J* disse...

Por acaso fui chamada para a entrevista do meu local de trabalho estava eu de férias! Mas deu para conciliar as datas. Se calhar tendo em conta que ele já tem dias marcados, deviam aproveitar agora uns dias. E depois já revigorada dedica-se à procura incessante de emprego!
Espero que seja rápido!
https://jusajublog.blogspot.pt/

Dona de Casa disse...

Entendo-te, mas se chegar a altura e não aparecer nada há sempre coisas que consegues arranjar, no Booking por exemplo. O importante é aproveitar para tb tu descansares e te abstraires. Beijos

ML disse...

Pensa positivo, marca as férias e se não forem muitos dias tenho a certeza que se te aparecer a oportunidade de sonho vão compreender teres uns dias de férias. A mim já me aconteceu isso, fui franca e compreenderam. Fui de férias e a oportunidade não fugiu. :)

Força!

Jo disse...

Obrigada a todas pelas vossas palavras. Mesmo, mesmo! :)